Você está aqui: Página Inicial / VEREADORES APROVAM PROJETO QUE CRIA NOVO FERIADO MUNICIPAL NO DIA 20 DE NOVEMBRO

VEREADORES APROVAM PROJETO QUE CRIA NOVO FERIADO MUNICIPAL NO DIA 20 DE NOVEMBRO

De autoria de Ivan Nogueira, o PL 73/2021 instituiu como feriado municipal o Dia das Religiões de Matrizes Africanas, Afro-Brasileiras e Consciência Negra, a ser comemorado no dia 20 de novembro.

Considerada como um momento histórico para Leopoldina, a sessão ordinária da Câmara Municipal, realizada nesta segunda-feira (20/09), ficou marcada pela aprovação do Projeto de Lei nº 73/2021 que instituiu como feriado municipal o Dia das Religiões de Matrizes Africanas, Afro-Brasileiras e Consciência Negra, a ser comemorado no dia 20 de novembro, com observância obrigatória para repartições públicas, indústria e comércio.  

De autoria de Ivan Nogueira (PP), o PL fixa como feriados municipais os seguintes dias: São Sebastião – Padroeiro do Município – dia 20 de janeiro; Aniversário da Cidade – dia 27 de abril; Sexta-Feira da Paixão – data móvel; Corpus Christi – data móvel; Dia das Religiões de Matrizes Africanas, Afro-Brasileiras e Consciência Negra – dia 20 de novembro.

Na fundamentação legal do projeto, o autor citou que o Artigo 2º da Lei nº 9093, de 12 de setembro de 1995, determina o limite máximo de 4 feriados declarados em Lei Municipal, incluindo a Sexta-Feira da Paixão. O vereador relatou que o município de Leopoldina, através da Lei Municipal 1636/83, declara 3 datas como feriados religiosos: Dia de São Sebastião, Corpus Christi e Sexta-Feira da Paixão, restando uma quarta data no calendário religioso do Município, que agora passa a ser preenchida com o Dia 20 de Novembro.

Em sua justificativa, Ivan Nogueira destacou que a aprovação do projeto contribuirá para que Leopoldina entre na vanguarda das medidas já tomadas por outros municípios e estados de reparação histórica, promoção da igualdade racial, educação para o respeito à diversidade, valorização da cultura e respeito à dignidade humana da população negra. Ele salientou que a data deve ser utilizada para a realização de atividades de reflexão e de conscientização, além de eventos culturais voltados para essa temática que resultará em benefícios para toda comunidade leopoldinense, consolidando a edificação de uma cidade mais justa, fraterna, solidária, social e racialmente equitativa.

Após receber pareceres favoráveis das Comissões Permanentes da Câmara e de ter a redação final aperfeiçoada através de emenda do vereador Rogério Campos Machado, o PL foi colocado em discussão e votação pelo Presidente da Câmara, vereador José Augusto Cabral, sendo aprovado por unanimidade em regime de urgência. A aprovação da matéria foi comemorada por ativistas, grupos culturais e religiosos, além de membros do movimento negro de Leopoldina que acompanharam a sessão no estacionamento da Câmara. O agradecimento aos vereadores, no final da sessão, se deu através de apresentações de danças e capoeira. O projeto seguiu para a sanção do Chefe do Poder Executivo.

(Ilustração disponível na Internet)  

error while rendering plone.comments
Transparência

Mídias Sociais

Parlamento Jovem

TV Câmara

Posto de Identificação

Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo